A IMORTAL DE ANDERSSEN

ADOLF ANDERSSEN  AGAINST THE WORLD !!!
17/07/2012

    Ricardo Réti ao escrever seu livro Os Grandes Mestres do Tabuleiro, menciona que todo jogador da atualidade deveria   ter nas partidas antigas uma base para as novas realizações.  Sendo assim revisitando o passado, mais precisamente 1851; encontramos a "Imortal de Anderssen", assim denominada por Falkbeer. O co-autor desta obra foi Lionel Kieseritzky. Vamos dar uma olhada:


Apesar de não considerar a mais bonita, Réti menciona outras duas partidas que são compostas de forma brilhante por Anderssen contra Jacob Rosanes, uma delas:


    Achei interessante a posição de Réti em relação aos livros, ele diz que são conselheiros e ainda que se aprende xadrez jogando-se xadrez. Os métodos são somente acompanhantes para o aficionado. O estudo teórico é necessário para avançar, mas só podemos entender as técnicas atuais estudando as antigas. Ricardo Réti afirma ainda que , se desejamos jogar posicionalmente devemos aprender as combinações. Partidas abertas nos ensinam xadrez, e partidas de peão dama nos dão menos derrotas; é o que afirma Réti. O que preferimos na realidade? Partidas fechadas ou Gambitos e partidas abertas?
Andersen foi o que deu ao xadrez uma possibilidade maior e ensinos que perduram até hoje

Nenhum comentário: